Maputo acolhe a quarta conferência bianual da RUFORUM


 Por: Berta Madime, Cacilda Francisco, Natalia Alifoi, Rogério Marques e Vanila Amadeu.

Alusivo aos dez anos do RUFORUM realiza-se em Maputo de 21 a 25 de Julho do ano em curso a quarta Conferência Bianual com o lema “Celebrando a contribuição das instituições educacionais da agricultura terciária e parceiros para o desenvolvimento da agricultura em África”.

O evento contará com presença de personalidades nacionais tais como José Pacheco (Ministro da Agricultura), Graça Machel (Presidente da FDC), Alberto Vaquina (Primeiro Ministro de Moçambique), Orlando Quilambo (Reitor da Universidade Eduardo Mondlane).
Jovens são formados em matéria de media social para a cobertura do Ruforum 

Para a cobertura do evento, cerca de onze estudantes de diversos países da África, nomeadamente Burundi, Zimbábue, Malawi, Uganda reúnem-se desde ontem em Maputo para uma formação de dois dias que antecede a “conferência bianual do RUFORUM”.
Trata-se de uma formação que visa capacitar os participantes em matéria de escrita e do uso dos meios de comunicação social com principal enfoque às redes sociais (Twitter, Facebook e Blog,) com o intuito de dotá-los de técnicas para reportarem os assuntos que vão ser debatidos durante a conferência.P_20140720_125136

Ruth Aine, facilitadora em matéria das Redes Sociais, ensinou o uso das Redes Sociais acima mencionadas de modo rentável e racional.
Em relação à escrita, a facilitadora Agena Maureen deixou ficar dicas de como escrever bem.  “Para escrevermos bem devemos ser concisos e objectivos, o nosso texto deve conter um titulo, introdução desenvolvimento e conclusão. Devemos usar uma linguagem simples” disse.

No decurso da sua apresentação, Maureen acrescentou que, ao escrevermos devemos responder as perguntas fundamentais, quem, o que, onde, quando e porquê, de modo a não deixar lacuna no nosso leitor.

Refira-se que o RUFORUM, antes designado FORUM, foi criado em 2004 integrando 42 universidades sediadas em 19 países tendo o foco para a capacitação em matéria de agricultura. Assim, permite o fortalecimento das capacidades de investigadores na área e a promoção da colaboração entre as instituições para o desenvolvimento económico dos países africanos.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: